Páginas da Minha Vida

Páginas da Minha VidaPT

Nayla Quill  Completo
goodnovel16goodnovel
0.0
Reseñas insuficientes
97Capítulos
711leídos
Leer
Añadido
Denunciar
Resumen
Índice

É muito fácil dizer que é corajosa quando não está correndo perigo. É muito fácil dizer que é calma quando não está sendo perturbada. É muito fácil dizer que é honesta quando não está sendo tentada a ser desonesta. Suas decisões, ações e comportamentos em situações cotidianas revelam apenas a imagem que você deseja que os outros tenham de você. A verdade é que, fundamentalmente, nenhum de nós é quem afirmamos ser. Somos o que fazemos em situações de conflito. Somos nossas decisões, nossas ações, nossos comportamentos diante de problemas complicados. As pessoas não conhecem realmente as outras, não como elas acham que conhecem. Ninguém sabe quem realmente é Alexandra Mason.

Leer más
Comentarios Deje su reseña en la aplicación
No hay comentarios
97 chapters
01
Conseguia ouvir os ruídos da plateia gritando de longe e isso me incentivava a querer ir cada vez mais rápido. Eu estava dando o melhor de mim, colocando todas as minhas forças nos meus braços e nas minhas pernas para conseguir chegar mais rápido na beira da piscina. Aquela adrenalina de competição atiçava o meu corpo, permitindo-me sentir anestesiada e adapta a esquecer qualquer dor física. Tinha algo muito além da dor física, tinha a minha coragem e a minha força de vontade.Encostei a mão na borda da piscina e levanto a cabeça exausta e ofegante. Não sei se ganhei ou se perdi, mas naquele momento sei que dei o melhor de mim. Ainda podia ouvir estudantes e pais gritando e dando a maior força para o seu competidor favorito.Olho para as competidoras ao meu lado, e todas parecem está felizes com o fato de poderem ganhar, ainda apreensiva eu não
Leer más
02
- Não, só preciso de uma carona mesmo. - falei lhe dando um beijo rápido. - Bom já vou, a gente se vê amanhã na escola. - Falo para o pessoal que assenti e se despede de mim, Isaac e Kiari.Caminhamos os três até o estacionamento em completo silêncio, aquele lugar está escuro e isso dificultava em acharmos o carro do Isaac.Dez minutos apertando o alarme para ver se o carro ascende e indica onde está, e ainda estamos aqui. Meus pés doem, estou só de maiô, e estou começando a ficar com frio.Passo a mão sobre meu cabelo ainda molhado e minha pulseira da sorte prende em algum fio e se solta caindo quase que embaixo de um dos carros. Bufo irritada e me abaixo para tentar pegá-la deixando o Isaac e a Kiari andando na frente, tenho um pouco de dificuldade mais consigo pegar, arrasto minha mão até um pouco abaixo do carro, até consegu
Leer más
03
- Bom dia flor do dia. - Garbes fala enquanto para no meu lado no pátio da escola. Minha cabeça está latejando e minha vontade de estar ali e a mínima possível.- Falta muito para irmos embora né? - Pergunto manhosa e Garbes ri. Não queria está aqui, mas mil vezes está na escola me sentido mal do que em casa com minha madrasta me explorando. Eu já estou no meu limite.- Acho melhor você ir na infernaria, quando o Isaac chegar eu falo que você foi lá. - Garbes falou passando a mão no meu braço.Assenti sem vontade alguma e fui me arrastando para a infernaria.
Leer más
04
Três semanas passaram voando, apesar da escola está muito puxada, eu sou uma boa aluna e consigo me dá bem. Já Julia não é muito boa no quesito escola.- Desisto. - Julia falou jogando o livro no chão do meu quarto. Olhei com uma sobrancelha erguida para ela, a gente tenta ajudar e a pessoa ainda é grossa. Quem deveria desistir sou eu.- Olha eu tenho que arrumar a casa, se você quiser aprender é agora. - Falei pegando o livro de matemática do chão. A Julia visivelmente não faz nenhum esforço para passar nas matérias, ela simplesmente cola do Liam como se isso fosse ajudar alguma coisa no futuro dela, aliás, que futuro ela quer?- Não sei por que você ainda faz as coisas que a Marina fala. - Ela levantou da minha cama e ficou mexendo na minha cômoda.Marina banca de rica, mas não paga uma empregada, e por um único
Leer más
05
Já estávamos a meia hora naquela festa e eu até que estava me divertindo. Apesar de ir a muitas festas com Julia, as com a meu namorado é diferente. Garbes tinha ido andar por aí, enquanto eu e Isaac ficamos no sofá nos beijando. Minhas pernas estacam sobre as deles, e de vez enquanto um ou outro vinha nos cumprimentar.- Nós poderíamos ir para um lugar mais calmo, não acha? - ele sussurrou no meu ouvido mordendo levemente meu lóbulo me fazendo ficar arrepiada.- Eu adoraria, mas não quero correr o risco de te levar pra casa e a naja da minha madrasta te pegar lá e começar a ladainha de sempre. - Lamentei, lhe dando um selinho e ele bufa. - E na sua casa?- Não dá, a Marina resolveu ir fazer uma visitinha a minha madrasta e meu pai, hoje. - Ele revirou os olhos, enquanto eu me afastava dele e o encarava espantada.- A Marina, o que ela ia…<
Leer más
06
- Irmão... - ela disse envergonhada e nervosa ao mesmo tempo.- Posso saber o que você está fazendo até essa hora na rua? - Isaac perguntou num tom autoritário e eu revirei os olhos. Será que ele lembra que ela nem é tão nova quanto ele?- Ué... porquê... - Kiari olhou para mim, a procura de que eu pudesse a se livrar disso, mas eu dei de ombros. Ela que se vire sozinha. Geralmente sou eu que salvo ela nas situações, mas dessa vez não tem nem como ajudar. Ela está fodida.- Estou esperando uma resposta...- Isaac falou cruzando os braços, olhado sério para ela. Eu bufei impaciente.- Olha só vocês se resolvam depois, temos que ajudar a Julia agora. - Cruzei os braços tentando mostrar que não estava com muita paciência para aquilo tudo, minha amiga está numa tremenda confusão e no momento está b&
Leer más
07
Ele se vira caindo para o lado, me viro e consigo ver seu peito subir e descer a cada segundo, ele sorrir pra mim, e depois de alguns minutos se levanta indo ao banheiro. Eu me ajeito encima da cama, vestindo minha calcinha e sua blusa. Ao voltar do banheiro, ele estava com uma box preta, me fazendo admira-lo, ele deita ao meu lado e me puxa para seu peito. E logo depois a preocupação me toma conta.- Você acha que o Nicola vai fazer alguma coisa com a Julia, alguma coisa mais além? - pergunto, sem pensar.Encaro Isaac que passa a mão pelos meus cabelos e balança a cabeça.- Não, nem com ela e nem com você. Eu não sei qual é a desse cara, mas eu não vou deixá-lo usar a Julia para te atingir, ele que você não ela. - Ele diz sério, passo minhas mãos sobre seu peito e suspiro. - Mas vai ficar tudo bem.- Eu tenho medo, que isso acabe com a gent
Leer más
08
Desci logo em seguida e a Marina estava andando de um lado para o outro da sala enquanto mexia nos seus anéis que ela usa religiosamente. A coisa tá estranha, já notei isso, agora o que eu estou fazendo aqui, já não faço mínima ideia.A campainha tocou e a Marina respirou fundo e foi lentamente abrir a porta me matando de curiosidade a cada segundo. Pamela me olhou e em seguida olhou para a porta aberta com a única pessoa na face da terra que eu não esperava ver ali.- Meu filho. - Marina falou com uma voz seria mais parecia um pouco emocionada, meu coração quase saiu pela boca quando olhei para aqueles olhos azuis que com um meio sorriso deu um beijo no rosto de Marina. Isso é brincadeira né?- Pirralha quanto tempo, você não cresceu nada. - Ele abriu os braços para a Pamela que foi até ele meio hesitante, porém o abraçou. Assim qu
Leer más
09
P.O.V Alexandra  Assim que toquei a campainha olhei para a Garbes que estava mexendo no celular e não ligava a mínima para meu estado de ansiedade. Quero logo falar com a Julia, saber se ela já pensou em algo para se livrar de Nicola ou sei lá, eu ainda tenho esperanças que um anjo bom de uma ideia genial para salvar a pele daquela maluca, pôs eu ainda não pensei em nada de bom.- Boa tarde Alexandra. - Kiari me comprimento docemente quando abriu a porta para mim. Dei um meio sorriso e entrei de presa,
Leer más
10
Ele me levou até a sua cômoda e me pôs ali, ficando entre minhas pernas. Seus olhos pareciam brilhar e escurecerem, quando me encarava, ele puxou meu vestido para baixo o tirando de mim por completo e depois a calcinha, enquanto eu tirava meu sutiã. Isaac dominou meus lábios, enquanto eu travava uma guerra com o fecho da sua calça, e quando finalmente consegui me livrar daquilo, abaixei a mesma junto com a box branca, Isaac dominava meu pescoço, permitindo meu corpo correspondê-lo, meu ventre já se contraia, eu o queria naquele momento. Enquanto suas carícias continuavam, uma de minhas mãos segurou o seu sexo e em movimentos de vai e vem bem devagar comecei e ele suspirou contra minha pele quente. Senti suas mãos passarem por minhas coxas enquanto sua boca me beijava, até seus dedos tocaram meu ponto de prazer, me causando um tremor é uma sede dele sobre mim. Minha mão ainda trabalh
Leer más